Queda capilar: um problema mundial

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de metade da população mundial masculina irá ter algum tipo de disfunção capilar até os 50 anos, já em relação às mulheres esse número é bem menor: cerca de 5%, além do que, do lado feminino, geralmente a calvície se manifesta de maneira menos intensa, e na maioria dos casos verifica-se apenas uma rarefação capilar. No entanto, como a mulher associa muito o cabelo à sua feminilidade e sensualidade, pode haver maiores danos à autoestima. Tal problema pode interferir até mesmo nas relações sociais do indivíduo, pois por vezes há uma diminuição de sua autoconfiança, e isso vale tanto para homens quanto mulheres.

A nossa imagem corporal é uma construção multidimensional que representa boa parte daquilo que pensamos, sentimos, e a forma como nos comportamos em relação aos nossos atributos físicos. Nesse contexto, o cabelo tem um grande valor, pois acaba por ser quase que uma característica de nossa idade.

O homem que começa a sofrer com a queda de cabelo, muita das vezes passa a ser motivo de brincadeira entre os amigos, e com isso, mesmo que de forma discreta, pode haver um aumento do estresse, o que poderá resultar numa queda capilar ainda maior. Ademais, até mesmo o desempenho profissional e a produtividade do indivíduo podem ser afetados.

Como ocorre a queda de cabelo?

Um cabelo normal tem diâmetro que vai de 0.05 mm à 0.15 mm e longevidade média de 6 a 10 anos. Seja por razões genéticas e/ou hormonais, estresse, deficiência nutricional, influência de produtos capilares com excesso de química, entre outros fatores, a queda capilar poderá ser uma consequência, e nesse caso, os fios serão repostos na forma de velus, que são cabelos mais finos e de menor longevidade, durando no máximo de 1 a 3,5 anos. Pessoas com muitos desses fios, além de perderem volume capilar, não conseguem ter cabelos mais compridos do que a altura dos ombros. Conforme esses fios voltem a cair, se o indivíduo continuar a ter deficiências internas ou externas relacionadas à saúde capilar, os fios serão repostos numa forma ainda mais fina, chamada de lanugem, com uma longevidade média de apenas 6 meses. Dessa forma, os cabelos não simplesmente desaparecem de uma hora para outra, e é por meio desse processo de miniaturização dos fios que as pessoas ficam carecas.

Follixin: remédio para crescer cabelo?

O Follixin é um polivitamínico natural que atua no retardo da queda capilar e espessamento dos fios. Produzido pela multinacional Healwheel, o produto começou a ser vendido no Brasil no segundo semestre de 2014, e de lá para cá conquistou a confiança de milhares de brasileiros.

follixin-funciona

O Follixin ganhou fama após aparecer em alguns programas de TV, como o Mais Você, da Rede Globo, e foi apresentado como a solução definitiva para a calvície e recuperação dos fios perdidos. Seria tudo isso realmente verdade ou apenas mais um produto que faz muito menos do que promete, com muito mais marketing do que resultados?

Grande parte das pessoas que sofre com a calvície já torrou dinheiro em produtos que não deram nenhum resultado, e para uma constatação mais fidedigna da eficácia de um produto contra a queda capilar, devemos priorizar a análise de sua composição, os resultados de estudos científicos, e os obtidos por pessoas que sofrem com as mais variadas causas de queda de cabelo.

Composição do Follixin

O Follixin é formado por um conjunto de 16 aminoácidos, que basicamente são blocos construtores de proteínas, e vale mencionar que nossos fios de cabelos são feitos de proteínas. Os aminoácidos componentes do Follixin são os seguintes:

  • Glicina.
  • Histidina.
  • Isoleucina.follixin-como-funciona
  • Leucina.
  • Lisina.
  • Metionina.
  • Fenilanina.
  • Prolina.
  • Serina.
  • Treonina.
  • Tirosina.
  • Valina.
  • Alanina.
  • Arginiga.
  • Aspartato.
  • Glutamato.

O produto também tem em sua composição algumas vitaminas essenciais para a saúde capilar, como a biotina, além de ácido fólico, colina e outros micronutrientes com eficácia comprovada no tratamento da calvície.

Follixin realmente funciona?

O mecanismo de atuação do Follixin é bastante simples: por meio de um processo de hidrólise suas enzimas quebram os fragmentos proteicos, promovendo assim uma maior absorção dos nutrientes pelo organismo. Basicamente, os aminoácidos “mastigam” melhor os nutrientes, facilitando em sua “digestão”.

Na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, foram reunidos 800 indivíduos, dos quais 720 eram homens e 80 eram mulheres, todos portadores ou de alopecia androgenética, ou de alopecia areata, ou de outras doenças que possam levar a queda de cabelo, como a psoríase. Esses indivíduos passaram por uma bateria de 24 semanas de testes com o Follixin. Para medir a real eficácia do produto, iremos considerar apenas essa pesquisa dentre todas as divulgadas, já que, até o momento, ela foi a única não patrocinada por alguma empresa ou laboratório.

Ao fim do procedimento, 19% dos participantes verificaram um espessamento considerável de fios antes não perceptíveis, ou seja, 2 em cada 10 participantes recuperaram boa parte dos fios perdidos. Não por acaso, todos os indivíduos que tiveram esse benefício tinham calvície em seu grau inicial ou médio, até grau 4 nos caso dos homens (escala de Norwood/Hamilton), e grau 2 nas mulheres (escala de Ludwig). Apesar desse número não ser absurdamente alto, ele é muito superior aos resultados obtidos por seus concorrentes, como Finasterida e Minoxidil.

Mesmo com o fim dos testes, os participantes continuaram o tratamento com o Follixin por mais 6 meses, sendo monitorados mensalmente. E os resultados obtidos foram surpreendente para 69% desses indivíduos: 7 em cada 10 pessoas que realizaram o tratamento com Follixin durante 12 meses, notaram um retardo na queda capilar, não perderam fios durante esse intervalo, e mostraram-se plenamente satisfeitas com os resultados.

follixin-medicos-recomendam

Nossa opinião

Ainda não foi dessa vez que inventaram um produto milagroso que faça crescer 100% dos fios perdidos, mas, definitivamente, o Follixin é um produto que mostra grande eficácia no retardo da calvície e no espessamento dos fios.

Um dos grandes diferenciais do Follixin é que ele não provoca efeitos colaterais, como ocorre, por exemplo, com medicamentos a base de Finasterida, como Propecia e Proscar, cujo princípio baseia-se na redução da produção de dihidrotestosterona (DHT) pelo organismo, o que poderá causar sérias reações adversas, como: depressão, ginecomastia, perda muscular, redução da próstata, impotência sexual, perda de memória, entre outras.

Em quanto tempo os resultados irão aparecer?

Qualquer produto que prometa um crescimento capilar de forma muito rápida está fazendo propaganda enganosa, tendo em vista que o próprio ciclo de vida do cabelo necessita de um tempo considerável para consolidar quaisquer mudanças, dessa forma, resultados mais significativos tendem a ser obtidos depois de cerca de 12 meses de tratamento com o produto, mesmo período considerado nos estudos experimentais descritos acima.

Como tomar Follixin

De acordo com o fabricante, recomenda-se tomar 2 cápsulas ao dia, de preferência em horários bastante espaçados, como, por exemplo, pela manhã e algumas horas antes de dormir. Para resultados mais acelerados, uma dose maior do produto poderá ser administrada, porém, antes de tomar essa decisão, o indivíduo deverá consultar seu dermatologista, endocrinologista ou ortomolecular.

Follixin e ANVISA

O Follixin tem sua comercialização e distribuição no Brasil regulamentados pela ANVISA, e de acordo com o artifício RDC 27/2010, o produto é isento de registro por ser classificado como um suplemento natural.

Prescrição médica

Assim como ocorre com outros produtos destinados ao tratamento da queda capilar, NÃO é necessária prescrição médica para a aquisição do Follixin.

Contraindicações

Gestantes, nutrizes, crianças, enfermos, ou pessoas que fazem uso contínuo de algum tipo de medicamento, deverão consultar seu médico antes de iniciar o tratamento com Follixin. O produto não contém glúten.

Follixin: resultados

Depoimentos reais de pessoas reais.

follixin-resultados-de-pessoas-que-usaram-o-produtofollixin-depoimentosfollixin-depoimentos-de-pessoas-reais-que-utilizaram-o-produtofollixin-o-que-quem-comprou-tem-a-dizerfollixin-pessoas-que-utilizaramFollixin: preço

O Follixin é vendido em pacotes, o menor contém 3 unidades e perfaz 3 meses de tratamento, já o maior contém 8 unidades, cada uma com 60 comprimidos.

follixin-tabela-de-precos

obs.: tabela de preços do mês de fevereiro de 2016.

Onde comprar Follixinfollixin-comprar

O Follixin é vendido apenas pela internet, e o pagamento pode ser feito via cartão de crédito ou boleto bancário. O fabricante dispõe de um único distribuidor licenciado no Brasil, por isso, cuidado com imitações! Aproveite as promoções da Healwheel e teste o produto!

>> Clique aqui para comprar o Follixin original <<